E continua o perrengue com a Rota

A matéria do jornalista Andre Caramante fazendo fofoca sobre o Facebook do coronel Adriano Telhada, ex-comandante da Rota e hoje reformado, candidato a vereador por São Paulo, rendeu um belo equívoco sobre o que seja democracia e liberdade de expressão.

A matéria afirma que o coronel chama “suspeitos” de vagabundos, fato tomado pelo jornalista, desde a manchete, como incitação à violência. No Facebook o coronel Telhada  defende sua liberdade de opinião:

[…] um indivíduo chamado André Caramante, notório defensor de bandidos, publicou uma matéria diretamente usando meu nome, procurando deturpar a minha postura com relação ao que penso quanto aos crimes que ocorrem em nossa  São Paulo. O referido indivíduo trata bandido como “civis”, como se fossem inocentes mortos numa guerra, esquecendo-se de que esses “civis” na realidade são bandidos que atiraram contra policiais militares…  […]

O coronel ainda comentou sobre a tal da caveira, sobre sua foto (de calção) na praia e sobre algo que passa despercebido às mentes comuns: o chamou de “chefe” quando na verdade foi comandante da Rota, o que realmente é bem diferente.

Caramante recorreu, então, ao Sindicato dos Jornalistas, pedindo “providências ao Governador Alckmin e ao Secretário de Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto, para que a segurança e a integridade do repórter sejam garantidas”.

Governador e Secretário não têm nada o que fazer, fio… Isso aí é a liberdade de um cidadão em exprimir sua opinião que não incita a crime algum.

Enquanto tropas especiais da PM de outros estados deitam e rolam, inclusive promovendo saques a civis em operações escalafobéticas que nem de longe são criticadas pela imprensa, existe um certo núcleo de opiniões em jornais impressos e TVs em São Paulo que olha a Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar – ROTA com a lupa da política local, querendo fazer crer que é um grupo de extermínio.

Bobagem e perda de tempo. Paulistano sabe muito bem a função de cada um na estrutura do estado, e que a parte “calhorda” do combate à criminalidade cabe à Rota, que não é arbitrária nem exterminadora de nada.

Ninguém se incomoda com isso e ninguém vai achar que o coronel Telhada vai usar de sua influência e da estrutura que lhe rende homenagens para perseguir e pendurar o tal jornalista de cabeça para baixo. Se Andre Caramante está esperando virar um mártir, pode esperar sentado, fazendo hora extra na redação da Folha e contando pros amiguinhos que está sendo “perseguido”.

A única coisa que aconteceu com mais essa tentativa de espinafrar com a figura de Telhada foi um aumento significativo de seguidores no Facebook. Dos 37 mil e poucos, a página do coronel passou a ter mais de 40 mil fãs.

Fãs sem aspas.

Anúncios

4 opiniões sobre “E continua o perrengue com a Rota”

  1. Fãs, seguidores, o que quer que seja, eu também sou. Se eu não tenho o estofo moral de ser uma “vigilante”, de arma em punho, revestida de autoridade, para defender o que é meu, o que eu consegui com trabalho e suor, e defender os meus, devo apoiar quem “suja as mãos” para fazer esse trabalho. E não creio que ele seja uma máquina de assassinar “civis”, como diz o Sr. Caramante. O Sr. Caramante deve ter lido o “Rota 66” um pouco demais.

  2. Esse sujeito sofre de Petismo – uma moléstia quase incurável… Esse pessoal vive noutro universo. As pessoas normais reconhecem o papel da polícia e admiram a ROTA. O mundico de vila madelena não pode nada contra a realidade. Só resta o esperneio e o mi-mi-mi.

  3. Concordo, Marcelo. E, levando em conta episódios recentes, fico com a admiração do povão. O resto, a classe média, considera o policial um seu subordinado, e só fala na polícia quando isso pode render manipulação política.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s