Eleitos do povo

Hoje saiu uma entrevista com Roberto Justus a respeito da filha Rafaella, que completa 3 anos este ano. Um trecho, o que interessa:

Minha filha teve uma coisa que se chama estenose crânio-facial. Uma alteração óssea corrigida recentemente com uma cirurgia e com o uso de aparelho ortodôntico.

A cirurgia, graças a Deus, foi um grande sucesso.

O mais importante era resolver o aspecto funcional.

Esse tipo de disfunção pode atrapalhar um pouco a respiração. Era preciso também ajustar a oclusão do maxilar, a mordida.

Essas coisas nos preocupavam. Os médicos dizem que está resolvido. (p/ assinantes)

Que bom! E que bom que foi só isso.

A única coisa grave nisso tudo foi a reação do populacho à exposição franca da menina pelos pais. As pessoas não tiveram pejo algum em apontar Rafaella como feia, mostrinha, isso e aquilo. Até perfil falso no Twitter a menina ganhou, e não duvido que em três anos ela tenha um pensamento mais sofisticado e uma escrita melhor que a  do energúmeno.

Fico aqui pensando em quantos desses bonitos pela própria natureza que acharam de atacar a menina ficaram por aí falando bobagens açucaradas “pró-vida” na recente questão dos anencéfalos (e de quebra, óbvio, desejam “força” para artistas com câncer).

Só pensando.

Anúncios

25 opiniões sobre “Eleitos do povo”

  1. Àqueles que pautam suas vidas exclusivamente no narcisismo e no hedonismo, a mãe natureza, através das mãos do Criador Supremo, sempre comparece para lhes chamar às falas!
    Alguns entendem o recado, outros não perdem a pose!
    Para pensar e meditar…

  2. Tem gente que descarrega a ira contra a vida numa criança.

    O cara é medíocre, semi-analfabeto, nunca fará nada de relevante na vida e se acha no direito de ofender uma criança indefesa porque ela é filha de uma celebridade.

    É o mesmo tipo de gente que chega de 4 em casa de tanta cachaça e espanca o filho para esquecer o lixo que é, o energúmeno irrelevante em que virou por deméritos próprios.

    Enfim, que Deus ilumine esta a todas as crianças…e que seja justo e fulmine os energúmenos imprestáveis!

  3. Caramba.
    Isso é um absurdo.
    O País está ficando muito chato. Ou uns panacas tornam o País muito chato.
    É preciso deixar claro que a chatice não é de todos e nem por todos aceita.
    Mas, os chatos, devem ser defenestrados.
    Absurdo achar que são engraçados…

  4. Pior que o twitter fake da “Filha do Justus” tem 34.000 seguidores!!!
    O cara que bolou essa farsa e aqueles que o seguem, com certeza desconhecem a Lei de Causa-e-Efeito!

  5. Luiz Schuwinski,
    Idiotizaram o País. Tanto, que até as piadas passam a ser verdades. O desrespeito é quase total com tudo e com todos.
    A garotinha citada, é bem cuidada, terá, com certeza, uma infância até a idade adulta cheia de cuidados, como merece ter.
    Agora esses imbecis medíocres, pouco importam-se com as crianças que estão saindo das escolas como analfabetos funcionais. Ou que, por desconhecimento total, não procuram ajuda para algum pequeno ou grande problema de saúde que possam ter e que possa receber acompanhamento ou até mesmo cura.
    Prefere-se “tirar sarro” de uma vida, do que ajudar a minorar o sofrimento de outras.
    Absurdo.

  6. Pois é, Dawran. Tripudiar sobre a desgraça ou malformações alheias é de uma calhordice à toda prova! Revela torpeza ou embotamento espiritual.

  7. Schu, o narcisismo faz parte da condição humana, é assim é democrático – vai dos bonitões endinheirorados até o mais humilde médium (ontem vi o “Chico Xavier”). Não vejo um motivo sequer para o povo se sentir à vontade neste caso para achincalhar a menina.

    Fábio, acho muito, muito estranho que a opinião pública se coloque numa posição xuque-xuque pela vida que não é vida, e que tal mandamento pseudoelevado se desmanche logo após a concepção de qualquer um.

    Dawran, o crédito farto alterou as mentes. Ontem, parece que uma panicat raspou a cabeça e hordas chorando nas redes sociais, dizendo que “isso não se faz”, como se raspar a cabeça fosse coisa ligada ao câncer. Eu posso? Não duvido que haja uma intercessão imensa entre esses e os gozadores da menina Rafaella. As pessoas compram opiniões sem ver a mercadoria.

    Schu, estou lembrando de uma coisa (anterior à minha geração), as crianças com orelhas de abano, lembra disso? Gozações homéricas na escola, e tal. A menina nasceu com um pequeno problema ósseo. Já foi resolvido. O que mais vão achar pra criticar?

  8. Mais uma vez, lamentável isso tudo.
    Mediocrização total.
    E Leticia, nesse caso do crédito farto, não dá para saber, tal qual naquele famoso comercial, “é fresquinho porque vende mais, ou vende mais porque é fresquinho”.
    A idiotização deve ter chegado antes do crédito.
    E a falência da decência chegou até antes da idiotização.
    E isso levará gerações para acabar.
    Com a Educação que está sendo oferecida…Esquece.

  9. Acho que o que chamou a atenção do povo foi a ironia de pais tão vaidosos e ligados à imagem terem uma filha que sejamos sinceros não foi nem um pouco fisicamente favorecida.
    Ainda mais levando em consideração as declarações que o Justus costumava fazer na mesma linha do “beleza é fundamental”.
    Acho que para ele a vida finalmente ensinou que não há beleza maior do que aquela que vemos nas pessoas que amamos.

  10. O que o pessoal não aguenta é a “imperfeição”. Imagina, a filha de duas celebridades “bunitchas” não ser “bunitcha”. Ficam se perguntando: por que diabos ela não abortou??? Por que somos obrigados a ver essa coisa “feia”? E votam em Lula, gostam de Mulher Melancia (eu acho essa “abundância” um defeito!), ouvem funk proibidão … Engraçado cobrar a beleza dos outros e viver no esgotinho … (desculpem)

  11. Não sei o que veio primeiro, Dawran. Mas no mundo real é um perigo ver tudo chapado. As pessoas não têm método de raciocínio, se jogam em qq. coisa de qq. maneira.

    Aí é que está, Maria Edi. Daí penso na interseção entre os dois grupos: os que defenderam cegamente prosseguir numa gestação de anencéfalo (sem saber nem o que é isso, e em nome não sei de quê), mas que meses antes zoaram com a menina sem dó nem piedade.

  12. Isa, não me consta que os pais tenham imposto essa coisa de beleza. O povo tira conclusões muito apressadas, exige muito dos outros e não se olha muito no espelho, não?

    Você quis dizer que o povo “consome” os dois a contragosto e agora se vingou, é isso? Então o povo merece mesmo o naipe que tem: o nada.

  13. Ela tem ou não síndrome de down? O R. Justus nega na entrevista, mas, se estiver mentindo, seria um baita de um preconceito da parte dele. Abs

  14. Concordo com a Isa. O que está em questão aí é a triste ironia dos fatos. A menina nasceu da união de dois indivíduos que construiram suas imagens pessoais e profissionais em cima de dois fundamentos: perfeição e beleza. O pai comandava um programa em que não tolerava erros e falhas de jovens procurando um lugar ao sol corporativo. A mãe é filha de ninguém menos do que a “Garota de Ipanema” – canção composta pelo poetinha que declamou “Que me desculpem as feias, mas beleza é fundamental…”. Taí a ironia da coisa. Eu sei que a garotinha não tem culpa, mas a vida é cruel e a opinião pública não perdoa. Eu acho que se a garota fosse filha de um casal menos glamuroso e mais humilde, a crueldade não teria esse alcance.

  15. Olha, colegas, e se fosse a filha de um Seu Zé, poder-se-ia fazer a mesma coisa? Não, não podia.
    A filha da Lady Woreznser Erzgowuingsteins, herdeira trilhardária de algum principado no topo do mundo, podia? Não, não podia. Mesmo que, os íntimos, a tratassem por Lady Erzg…
    Nem filha do Pateta dos quadrinhos, também não poderia.
    Nem a garotinha atropelada na areia da praia por uma droga @#$%¨&*~ de jet ski, oras.
    Ademais, a meu ver, o citado e família não têm de aprender nada com isso. Exceto capoeira, para dar uns rabos de arraia nesses xeretas sem escrúpulos.
    E a garotinha não tem nada a ver com nada disso.
    Caramba, é só uma garotinha!!!

  16. Não, Dawran, não podia. Mas o fato real é que a menina é filha de quem é, e não do Seu Zé. Os pais são figuras públicas de destaque da iconografia da revista Caras e similares. Se fosse filha do Seu Zé não estaria exposta ao público em todas as colunas sociais do país. Alguém já disse que figuras públicas estão sujeitas ao julgamento público. É justo isso? Para a garota claro que não. Cabe aos pais decidir o nível de exposição de seus filhos. Mick Jagger proibiu que seu filho com aquela biscate brasileira fosse exposto na mídia. Não porque o menino seja lindo ou feio, mas apenas porque ninguém tem nada a ver com a prole brasileira de Mick Jagger.
    O Pateta não tem filha, tem um filho: o Max. E ele é bem bonitinho e até bem menos pateta que o pai. Veja aqui: http://www.youtube.com/watch?v=XEpqP7k0AbI

    Abraço!

  17. Flavico, acho que eles decidiram expô-la porque se não o fizessem seria pior. Nem penso nessa coisa de os dois terem contruído sua imagem em cima da beleza, e tal. Todos têm direito a seus dramas. E o povo, vamos combinar, pfui! O povo, pra começar, é mais feio que vender a mãe.

    O que me causa espécie é a dualidade de pichar a menina sem dó nem piedade e depois vir com edulcorações sobre anencéfalos, fartamente ilustradas com exemplos de vida transformados em matérias cafonas na TV. Desse tipo de piedade popular é melhor fugir, porque depende diretamente da renda familiar.

  18. O Pateta realmente não tem filhas. Mas, um monte de patetas gostaria que tivesse.
    Com certeza, esquecer-se-iam no sobrinho gênio do Pateta, o Gilberto, para falar só das filhas.
    As pessoas públicas não são imunes a nada, mas não podem ser expostas por características de filhos.
    Nem os anônimos, hoje, são imunes, ou ficam imunes. Não podem sequer ir ao Canadá. Ou cortar o cabelo moicano e fazer gols de pintura em jogos de futebol ou cestas de três pontos no basquete.
    O problema é a chatice em que estão tornando o Brasil, que funciona para e por categorias. Filho de quem, profissão de quê, vota em quem, trabalha em quê, preto, branco, rico, pobre, região em que nasceu…A cada categoria, um tratamento. Isso é um absurdo, um atestado de regressão.

    Oras, repetindo, é apenas uma garotinha. Não importa se é filha de quem quer que seja.
    Pois, os espertos que vão em orfanatos e decidam por adotar uma criança disponível, sem vê-la, exceto no dia em que a papelada for liberada e for buscar a criança.
    Fariam um bem danado e não exporiam ninguém.
    E não teriam motivos para rir de uma garotinha.

  19. Queridos, concordo com vocês em tudo mas dá uma olhada nisso:

    http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/1081450-rafaella-justus-vai-entrar-para-escola-americana-em-sp.shtml

    A minha pergunta é: PRAQUÊISSOMEUDEUSDOCÉU???????? A quem interessa essa notícia com fotinho tipo “olha-que-pais-fofos-que-amam-a-filhinha”? Se isso não for superexposição desnecessária, eu não sei de mais nada…
    No final das contas a única que vai sofrer com tudo isso vai ser a pobrezinha da Rafaella que não tem culpa de ter pais sorriso colgate que adoram um flash.

    Beijo Lê.
    Abraço Dawran.

  20. Flavico, isso está me parecendo fofoca de secretaria da escola. Foram lá, fizeram a matrícula, uma fofa qualquer soprou pra jornalista e ela foi lá entrevistar o casal.

  21. Acho muito bonito o orgulho e o carinho que o Roberto Justus demonstra a sua filha, sem se preocupar em escondê-la da mídia. Como disse a Dawran, o país está ficando chato de se viver, é muita idiotice em tudo quanto é canto. Inclusive, essa superexposição desnecessária, como foi dito acima, ocorre em função da idiotização da população, que adora uma fofoca e notícias sobre celebridades (principalmente pra falar mal). Porém, deve-se ter um mínimo de bom senso e decência. Criticar a aparência física de uma criança que sofre de uma anomalia é vergonhoso. Tenho certeza de que as pessoas que criticam o fazem com aquele gostinho especial pelo fato dele ser rico e os dois serem bonitos (devem pensar: “bem feito, tiveram essa filha feia”). Tem muita inveja e recalque por trás…

  22. Disse tudo, Isabel! Prova disso é que ninguém especula ironia alguma quando a mãe é linda – mas POBRE – e aparece em jornal expondo flho com problema. O problema não é a beleza, como se alega, mas a GRANA. O dinheiro honesto continua sendo ofensa nacional.

  23. eu sou fa da rafaela justus, e so ter foto ou comentario dela que eu corro pra ver, ela e linda simpatica, tem uma aura linda, , essa menina promete na midia, e os pais sabem conduzir a menina, acho que ela saiu a mae dela, sou sua maior seguidora, eu sempre gosto de fotos de filhos de artistas, ou qualquer foto de criança , mas a rafaela e minha preferida, te amo rafa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s