As tranqueiras de Clodóvil

Se fiquei penalizada quando Clodovil morreu, mais ainda quando vi no Fantástico do último domingo que aquele papo de transformar sua casa em Ubatuba em uma fundação, museu ou coisa parecida era só conversa fiada.

A casa é irregular, está em APA e será demolida. E seu “acervo” – acho que todo mundo teve a mesma impressão – é decepcionante. Mesmo assim, irá a leilão em São Paulo na tarefa inglória de juntar grana pra pagar dívidas trabalhistas, o que também é triste.

O catálogo com os lances está disponível na casa de leilões. Não entendo muito de antiguidades (quer dizer, sei dizer o que é ou não é antigo na feirinha do Masp, e só) ou de valores intrínsecos, mas de qualquer modo tenho a impressão de que, se juntar minha memorabilia familiar, fotografar, dar uma descrição sambarilove e tascar “manufatura Porcelana Mauá, Século XX” acho que pegava uma boa grana (seu eu fosse fahmosa, é claro).

Posso estar sendo tosca (acho que não), mas pouca coisa tem algum valor de peso além de ter pertencido a ele. E antes de achar que estou sendo besta, vá lá e confira os lances iniciais. São baixos.

Mas esse sofá…, quem dá mais?

(E aproveitando: aquele apartamentinho cheio de hera no Ibirapuera, que será dele?).

Anúncios

8 opiniões sobre “As tranqueiras de Clodóvil”

  1. Ao que disseram, são coisas que só porque pertenceram a ele mesmo.
    A casa, está no bico do corvo, parece. E que já tinha até coisas desabando, desbarrancando etc.

    Que coisa, não?

  2. Os lances mínimos estão muito baixos. Não sei quem foi que fez a avaliação mas leilão judicial costuma ter lances mínimos mais baixos. só que tem coisa alí que valeria mais.
    Triste. Lembro quando ele tinha atelier/loja nos Jardins -Oscar Freire – Muito antes de ser a rua que é hoje – Alías na esquina desta com a Consolação tinha uma venda, com sacas de arroz, feijão… Balcão de madeira. Depois fizeram o Bar Supremo e o bairro foi ficando “chic”… Mas era divertido ver as madames e suas filhas que frequentavam o loja do Clodovil. Quase 40 anos atrás! Estou muito velho…

  3. Não está muito velho, Marcelo. Tem é a arma da memória recente, que é valiosíssima.

    Tea Party, eu não curtia muito as indignações do Clodovil (só algumas). Mas a língua ferina era ótima!

  4. A verdade é que a casa do Clodovil era em Ubatuba , dentro de um condominio. Os vizinhos não gostavam dele por causa das visitas de,artistas e homossexuais .Segundo uma funcionária diarista que trabalhava em uma casa no condominio e também na casa de praia da minha familia, havia no condominio uma pessoa que fazia uma grande pressão contra o Clodovil. Realmente para quem não conhece posso dizer que o local e muito bonito e afastado do centro da cidade, a beira da rodovia Santos- Rio e bem no alto.Havia Uma promotora na cidade que estava sempre movendo ações judiciais ecológicas contra o figurinista. Segundo a voz do povão era só para aparecer. Não sei o quanto há de verdade em tais fatos. Eu particularmente gostava muito do seu jeito debochado e crítico.

  5. Bem, vizinhos não poderiam achar ruim visitas. A não ser que rolasse bagunça, música alta, e tal, o que acho que não era o caso.

    E se é um condomínio, por que justo a casa dele seria a única irregular?

  6. Parece que renderam R$ 370 mil os bens leiloados. Segundo o G1, há uma dívida de R$200 mil, por indenização, por ofensa, à senadora por São Paulo. Só ai, iria quase tudo embora.

    Seria muito ou pouco isso? Alguém consegue avaliar? Parece muito pouco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s