Sai Chico Anísio, entra Chalita

Do Brasil 247, aquele sáite expertinho…

Em meio a uma intensa agenda de campanha [redação de coluna social do interior…], o candidato do PMDB à prefeitura de São Paulo definiu seu modelo de gestão, a ser importado para São Paulo. É o do prefeito Eduardo Paes, também do PMDB, que vem sendo bem avaliado no Rio de Janeiro e já conseguiu montar uma coalizão de 18 partidos em apoio à sua reeleição. “O Paes é muito presente. Vinte minutos depois daqueles prédios caírem no Rio ele já estava lá, explicando o que houve. Esse é o modelo de prefeito que a gente busca”, diz ele.

Entendo… A memória de peixinho de Chalita só não é pior que a de sua plateia. Seu tipo de gestão ideal inclui a “presença do prefeito em tragédias”.

Olha, é uma pena, viu? Infelizmently, já temos prefeito que se faz presente em tragédias… Prosseguindo:

A inspiração no sucesso de Eduardo Paes também tem levado a equipe de Chalita a importar outras soluções já testadas no Rio. Uma delas é a das UPPs, Unidades de Polícia Pacificadora. “São Paulo também tem áreas complicadas, onde a presença do Estado é precária”. Outro exemplo é o das UPAs, as Unidades de Pronto Atendimento na área de saúde.

Ahãm… A segurança no Rio de Janeiro é tão inovadora que precisa de ajuda federal. Idem, ibidem, a saúde.

O queridinho das sacristias deve imaginar que Eduardo Paes tem alguma relevância por aqui…

Mas pode deixar que das nossas “áreas complicadas” nossa polícia cuida, viu?  Cuida tão bem que qualquer candidato pode entrar e sair delas a qualquer hora.

Quanto ao “modelo de sucesso” do Rio de Janeiro, é de preocupar que o candidato Chalita queira trazê-lo para cá.

Toda a fofurice carioca com o governo federal não é amizade, é bajulação recíproca. O município do Rio de Janeiro é um dos mais mal avaliados naquela pesquisa de gestão da Firjan, lembra?

Sorry, São Paulo já tem jacas demais a descascar.

Anúncios

6 opiniões sobre “Sai Chico Anísio, entra Chalita”

  1. Leticiao, o” bom mocinho” Chalita está bem da cabeça? Eu penso que não, só um idiota importaria a gestão precária do Eduardo Paes para Sampa.Não é o Brasil247 fazendo humor?

  2. Só queria saber como ele vai montar UPP(s) se policiamento ostensivo é competência estadual… ademais, o que ele pretende importar é a ZONA que impera no Rio de Janeiro, onde o prefeito (qualquer que seja ele) posa de herói a cada uma das 40 tragédias que acontecem na cidade anualmente por culpa da omissão do poder público!

  3. Iolita, ele não tem pra onde correr. Não tem nem público aqui, nem ideias. Desconhece totalmente a cidade, seu histórico, sua alma e suas necessidades.

    Né, Fabio? Muito me espanta os jornais noticiarem suas ideias como se sérias fossem. Desespero?

  4. Chalita estaria melhor em Marrakech tingindo tapetes com os “brimos”!
    Ninguém mais quer saber de ‘fisiologista’ gravitando os plantonistas do Poder.

  5. Mas, o que seria de alguma novidade nessas plantações todas de ideias, programas, planos e projetos? O candidato citado ser convidado a mudar o domicílio eleitoral para o Rio de Janeiro. Para que importar o que conhece tão bem, se pode ir para lá usufruir de tudo sem necessitar de muito esforço? Seria só votar na reeleição do prefeito “que está vinte minutos depois que os prédios desabaram”, não seria? Ademais, quantos prédios desabaram ou explodiram em São Paulo? Por isso o prefeito daqui não estava presente. Simples assim. UPPs e UPAs. As primeiras, não há lugar em São Paulo onde a Polícia tenha se negociar para entrar. Ponto. As segundas, já haviam postos de saúde e agora têm AMAs, AMA Especialidade. Além dos hospitais onde figurões encafofam e tiram fotos etc. O citado candidato poderia experimentar, antes de ir tomar um sol lá pela Zona Sul. Sol demais, torra as ideias.

  6. Olha, até onde sei o Kassoba sempre se fez presente em tragédias. Inclusive naquela da TAM em Congonhas, em que o Lula é que deveria aparecer e nem deu as caras. Kassab e Serra presentes na tragédia do Metrô. Kassab quando daquele incêndio na favela do Moinho…

    Mesmo assim, só na cabeça do Chalita isso é aspecto de gestão. É moral: ou se enfrenta ou não se enfrenta e ponto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s