Lei do Psiu?

Da Folha:

Kassab não pretende mudar Lei do Psiu por causa de megaeventos, apesar de o UFC ter ido para o Rio de Janeiro.

Executivos da empresa promotora de lutas tentaram até o último momento que o evento acontecesse em São Paulo, local considerado estratégico para seus planos no país, porém a lei antibarulho eliminou os estádios do Pacaembu e do Morumbi. Também se descartou o Sambódromo do Anhembi.

O UFC será disputado no Engenhão, em 23 de junho. Detail: no entorno do Engenhão há muitas residências (mas aí dane-se, né? Cada um sabe de si.)

Também sou contra. Acho que megaeventos cheios de gente barulhenta e sujinha devem acontecer em descampados bem longe.

Mas aí é que está o problema, pelo menos em São Paulo. Kassab disse que no futuro, estruturas como o Estádio do Itaquerão e o Centro de Eventos de Pirituba (que ainda nem saiu do papel) serão as alternativas para esse tipo de coisa.

Acontece que aqui desenvolvimento nasce em cerca: a Prefeitura precisa cuidar disso tanto em Itaquera como em Pirituba, que logo logo se encherão de empreendimentos imobiliários atraídos pelos complexos. E será justamente o movimento desses complexos o objeto de reclamação dos moradores num futuro ainda mais longe.

Foi assim que aconteceu com o Aeroporto de Congonhas, por exemplo. Quando, em 1930, o engenheiro inglês Luiz Romero Sanson projetou e construiu um campo de pouso, com estrada e tudo, num descampado lá pros lados da inabitada Jabaquara, já era porque o Campo de Marte estava lotado e não havia mais para onde se expandir, porque cercado de casas.

Hoje Congonhas é o que é: moradores do entorno expandido do Aeroporto reclamando do barulho dos aviões, como se tivessem chegado antes.

Além de tudo, muito fino Kassab recorrer à Lei do Psiu só para isso. Sai bem na fita, mas se um drogado qualquer põe o som à toda aqui perto de casa, o reclamante chama a polícia e, pela norma lá deles, deve ser confrontado com o desmiolado.

Cê reclama?

Nem eu.

(Cês desculpem os hiatos. Cheia de serviço.)

Anúncios

8 opiniões sobre “Lei do Psiu?”

  1. O prefeito manda bem muitas vezes. Tomara que não recue, como ele e o Governador não recuaram ao retirar os traficantes das ruas do centro da Capital. Até os críticos ficaram chupando o dedo e agora podem fazer turismo lá, sem ver pobres diabos mulambentos da antiga sorte. Agora, está preservando o sossego das pessoas na Metrópole e ao mesmo tempo, gerando serviços e empregos: o pessoal que gosta pode ir assistir alugando ônibus e fazer turismo na maravilhosa cidade litorânea de belezas mil…hehehehe…Além do aluguel do ônibus, há o salário e o extra dos motoristas, pessoal para serviços de bordo, as rodo-moças etc. Preserva o sossego e gera renda. Aliás esse treco de pancadarias ai, parece ter fôlego curto. O filme com ou sobre o campeão badalado, Anderson, não teve muito público, não.

  2. Não acompanho esse negócio de luta, Dawran. Mas também sou contra censurar, pelo que andei vendo aí. Assim como o Kinder Ovo, daqui a pouco não teremos nada a escolher.

  3. Quem tem que se adaptar às normas é o evento, e não elas à ele.

    Aqui em Curitiba aconteceu algo parecido. Um Termo de Ajuste de Conduta delimitou expressamente os horários de funcionamento da Pedreira Paulo Leminski. Mas no primeiro show depois de assinado (sertanejo), era para encerrar-se à meia-noite e os countries ficaram lá até as 3 da madrugada torrando o saco dos moradores, enchendo a cara de cerveja e fazendo comércio de periguetes. Resultado: MP pediu e justiça fechou de vez o local para eventos.

    Se há lei, cumpra-se. Não é porque o evento tá na modinha dos amebáceos e vai passar na plim-plim, que pode simplesmente ignorar a Lei.

  4. Hummm… sua primeira frase está me lembrando a Lei Geral da Copa. Nós, povo tão pietista, tão casto, tão…

    Gente, coitado do Paulo Leminski!

  5. Não, censurar, não.
    Mas, tem razão. Muitas coisas descambam para mera censura. No caso, se for pela lei Psiu, teria procedência. Exceto pela bobeira que parece colocaram do reclamante identificar-se perante os fiscais e o infrator. Assim, já passa de bobeira, não é?
    Também não sou de curtir lutas, mas se for censura que faça aqui e pronto. Não dá para transgredir com censura.

    Já no caso da Copa estão fazendo birra. Na solicitação e na escolha, os dados relevantes já deveriam ser sabidos. Notadamente, os financeiros, os patrocínios. Poderiam ter discutido algo lá na candidatura e não depois de vencer. Se venceu, deve ser porque cumpriram certos requisitos, não? E alguém deve ter falado: “deixa comigo”. E deixaram. Dai o enrosco.
    E fica o nacionalismo de que ninguém chuta o traseiro do Brasil. Oras, vão lá chutar o cara, oras bolas. E levem a Copa junto. Simples.

  6. Lei do psiu?????? Onde??? Moro perto de escola de samba e é um inferno!!!! Eles ficam ate de madrugada e ninguém faz nada
    Essa lei do psiu só é cumprida por interesses.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s