Vão do Masp dos desvalidos

Daqui.

Anúncios

11 opiniões sobre “Vão do Masp dos desvalidos”

  1. O assassino da moça está sendo julgado. O pessoal neutraliza tudo e fica parecendo que a morte da moça foi morta por culpa da polícia, ou sabe-lá de quem. Sem essa. Nome aos bois. Quem sequestra e mata é criminoso. Ponto. Ou então, todo mundo para casa, para o trabalho.

  2. Esse julgamento virou uma espécie de reality show, igual ao dos Nardoni. É nauseante ver o rumo que as coisas tomam. Já estou vendo a advogada indo aos pgrms de TV, depois recebendo convites de revistas masculinas, escrevendo livro. É o ‘universo pamonha’ de que falava o Paulo Francis.

    O abuso de palavras tais como ‘impunidade’ e outras não é de hoje, me faz lembrar o caso Daniela Perez. Não foram poucas as manifestações da classe artística protestando contra a “impunidade’ e pedindo ‘justiça’: ora, o caso foi elucidado, os culpados foram presos, julgados, condenados e passaram a cumprir as penas — tudo dentro da lei e rapidamente. Que mais queriam?

  3. Né, Refer? Outra coisa que era moda era reclamar da crise, lembra disso? A alma levava uma vida funhecada por incompetência própria e confundia orçamento autolascado com crise. Se arrastou pelos anos FHC e depois saiu de moda, porque agora todo mundo é feliz.

  4. O mesmo povo quem não quer impunidade vota em ladrões ou em troca de cestas básicas.

    Manifestações populares ao sabor da mídia, como esta, não valem absolutamente NADA.

    Só dou valor a manifestações populares que aparecem sem antes haver um caso de mídia, as que ocorrem na esteira de sensacionalismo jornalístico não tem como pano de fundo a vontade nem a consciência de ninguém.

  5. Com esses cães eu até me preocupo, afinal, são seres que vivem no inferno de uma gente que só dá bola para eles quando filhotes. Mas para essa essa cambada de “indignaldos” só me resta o asco!

  6. Mas Fábio, ou você se preocupa com cachorro ou se preocupa com cachorro. Aqui em SP o que mais tem é cachorro largado na rua, comendo lixo. E a urbe, com o coração contrito com a cachorrada do Pinheirinho…

    Iolita, eu entendi que o grupo estava lá…

  7. Acabou! 98 anos no lombo e nas manchetes! 30 anos é o máximo que a Lei permite.
    Cumpre 10 e está na rua. As “Eloás” que se cuidem. Brasiusiusiu!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s