C.Q.D.

Andrés Sanches disse o que eu havia dito aqui desde o episódio das bundas: Adriano não tem emenda.

E olha que antes eu estava esperançosa, devido ao bom desfecho da operação salva-Ronaldo, o arrebatamento corinthiano para uma vida de glórias, essas coisas.

Em entrevista à revista GQ Brasil, Sanches disse disse que errou ao contratar o atacante, no ano passado. “Hoje ele não tem mais jeito. Investi, mas deu errado.”

Recentemente Adriano faltou a um treino (diz que foi pelo aniversário da mãe), levou multa e está afastado do time. Hoje, só volta se emagrecer e parar de dar desculpa idiota: ninguém falta a compromissos por causa de aniversário de mãe.

Na próxima rateada, o Corinthians pode até dispensá-lo por justa causa, antes mesmo do término do contrato, em junho.

Até hoje, Adriano pouco fez pelo time: participou de cinco jogos com apenas um gol. Não tem nem a vantagem da imagem pessoal, já que se comporta como um presidiário. (Informações da Folha)

  • O cara: gordo, sem a simpatia do público e rendendo zero. O problema de Adriano é, no fundo, psiquiátrico, sabe? Acho que o Corinthians poderia investir numas sessões de análise. Era para ele sair de Vila Cruzeiro, mas…
Anúncios

14 opiniões sobre “C.Q.D.”

  1. Isso aí foi um exercício de arrogância.

    O Corinthians recuperou Ronaldo por algum tempo e achava que faria o mesmo com Adriano.

    Acontece que o Ronaldo tinha por objetivo encerrar sua carreira em alta e quase não conseguiu, e o Adriano, bem, o Adriano não tem objetivo nenhum na vida, o mais certo seria o Corinthians ter deixado ele ir pro Flamengo, se livrado da bomba!

    Porque no Flamengo ele ainda iria render por uns meses e depois ia cair nesse mesmo nhenhenhé que está aí… a Vila Cruzeiro não saiu dele…

  2. Ah, não foi arrogância, não, Fabio. São negócios. O Corinthians, depois daquele desastre do Duailibi, até que rendeu bem. Está com negócios na China, na Argentina (agora não tem o Corinthians Santa Fé?), foi bem sucedido com o Ronaldo, botou os meninos do juniôres em destaque e vai que vai. Manda o Adriano pastar e adeus. Duvido que o Flamengo pegue. O cara não rende nem comercial de cerveja.

  3. É isso. Como negócio, deve ter sido ruim. E pode entrar, caso não esteja, no vermelho. É só isso, uma vez que futebol, difícil crer, haver quem acreditasse em boa performance. Torcer pela recuperação, pode até ser. Mas, acreditar, mesmo, sabe-se lá. Caso ele tivesse comportamento “aceitável” para esse tipo de negócio, tudo bem. Mas, nem isso conseguiu. Até que está durando muito. E as justificativas são muito ingênuas. No recente caso do tiro na mão de uma moça, a polícia foi rápida nas conclusões. Mas, não tira a pecha. Como imagem, quem associaria sua marca ao jogador?

  4. Não, não foi negócio, não.

    Porque negócio nunca parte de um indício forte de alto risco. Um negociante simplesmente rejeita a operação se o risco inerente à ela for acima do normal para algo daquele tipo. É como comprar título público da Grécia depois que ela quebrou e houve o rebaixamento pelas agências de análise: ninguém compra sabendo da alta probabilidade de não vê-los pagos.

    Com Adriano foi o inverso. O Corinthians quis contratá-lo porque era o Adriano, o mito flamenguista que precisava se recuperar em algum mulher, mas cuja probabilidade disso acontecer era quase nula, afinal, se o cara não rendeu na Roma, longe pra dedéu da Vila Cruzeiro, não seria no Timão que daria certo.

    Não foi negócio, foi aposta.

  5. Acho que comentei aqui ou alhures, há bastante tempo, mas acho que foi aqui mesmo: quando o Timão contratou o Ronaldo Fenômeno a coisa tinha tudo para dar errado (a lembrar, estava muito fora de forma, sem jogar, e vinha do episódio dos travestis), mas deu certo. Com o Adriano, foi mais ou menos a mesma coisa; a lembrar que o Adriano praticamente ganhou o título brasileiro para o Flamengo em 2010, mas considerando o histórico do figura, tinha tudo para dar errado também, e está dando errado até hoje.

    Agora, é uma coisa muito canalha, muito desumana, o André Sanches desistir do Adriano publicamente.

  6. Foi, Fábio. E o que não é no futebol?

    Pois não é, Refer? Agora, quanto à desistência pública, pode ser um último aviso pro cara. Mais avacalhado do que ele mesmo se fez, impossível. Já tinha as amizades de infância, as puttys, e agora faltar “por causa do aniversário da mãe”. Ele mesmo se meleca sozinho…

  7. O futebol brasileiro, e por que não dizer, mundial, está numa carência de craques que chega a dar dó! O ‘moicano’ e Messi são exceções.

    Adriano é goleador, mas nunca foi craque. É um mamute trombador. Se tá na área, leva tudo no peito. Resolve? Sim, mas não vale o ingresso.
    Lembram-se do desengonçado “Dadá Maravilha”? Aquele que ‘pairava’ no ar? Pois é.

  8. Negócio ruim…enfim, simplesmente ferrou tudo.
    Agora, essa de dirigente colocar publicamente o fato, dizendo que errou etc. deve fazer parte do negócio.

  9. Nos dois casos, Adriano e Ronaldo vale aquele velho ditado: ” digas com quem tú andas que te direis quem tú és.”
    Ronaldo, felizmente tem “pedigree”, sua esposa e amigos são de qualidade.

  10. Schu, como digo a meu pai: lembrar, jamais!!!! Eu ouvi falar.

    Acho que sim, Dawran.

    Malu, Ronaldo se deu uma salvada legal. Nem sei se foi pela espooooousa, acho que ele mesmo viu o futuro jerereca e resolveu se emendar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s