Valentia seletiva

MP com tanto afã de aparecer que não respeita nem a pasmaceira da opinião pública em véspera de Natal.

O promotor José Carlos de Freitas enviou ofício à CET informando que bloqueio da Paulista para visitação diária dos enfeites natalinos é ilegal.

Segundo ele, rola um termo de ajuste de conduta segundo o qual a avenida só pode ser bloqueada três vezes por ano, ou seja: Parada Gay, São Silvestre e Reveillon.

O MP, portanto, atua com memória seletiva.

Certamente esqueceu da existência do tal termo de ajuste de conduta durante os inúmeros bloqueios da Paulista em 2011.

Inclusive na modinha que andou rolando no meio do ano, em que qualquer assunto gerava manifestação a partir do vão do Masp e acabava tomando todas as pistas e faixas da avenida.

Causas tãããão importantes que hoje ninguém mais se lembra…

Anúncios

8 opiniões sobre “Valentia seletiva”

  1. Uma das poucas vezes em que a população sai as ruas para curtir a cidade, vem uma “otoridade”criar obstáculos. Vejamos, poucos cretinos podem ir lá fechar a av. Paulista para protestar a favor da maconha, contra os governos e outras… . Mas a população não pode ver os enfeites de Natal porque estaria sujeita a ser atropelada por carros e onibus já que a avenida á noite com pouco trânsito e podendo ser desviado,NÃO PODE na visão do tal promotor.Vamos então chegar ao ponto de quem quizer ver os enfeites, vai ter que se inscrever e esperar o sorteio para usufluir o Direito de ir e vir , e com segurança. No caso especifico a CET fica proibida de previnir acidentes e atropelamentos.Que tal o dito cujo promotor se preocupar com crimes como roubos, corrupção, etc,etc, e nos deixar curtir a NOSSA CIDADE!!!!!!!

  2. Acabaria a celeuma se transformassem a Paulista num grande calçadão. E para onde iriam as passeatas de praxe, já que manifestante adora descumprir trato com a CET e invadir outras faixas pra provocar confronto?

  3. E o SPTV acaba de dar um força para a Dilma. Logo após a matéria sobre o grave incêndio de hoje, em que a estrutura dos bombeiros foi finalmente bem mostrada, fazendo corar de vergonha governos da maioria dos outros estados, o jornal omite a sonora vaia que o Haddad recebeu naquela propaganda de final de ano com os catadores de papel e dá espaço para o Gilberto Carvalho falar bobagens como sempre. Disse que não poderia admitir ainda que as pessoas vivessem como se estivessem em segundo plano. Bem, acho que faltou alguém mais esclarecido mostrar a ele os dados do IBGE desta semana, não é? E deixar que aqueles milhares de brasileiros que vivem em favelas sem saneamento, tomem um banhinho na hidro do ministro.

  4. Não vi, Claudio. Mas não duvido. O governo federal se posiciona como se o flagelo das favelas fosse de origem nossa. As estatísticas divulgadas nesta semana mostram Rio e São Paulo como se reproduzissem pobres aos borbotões, o que é safadeza de discurso!!

    As pessoas vêm de cidades do Brasil onde não hé perspectiva nenhuma: não há emprego, não há saneamento básico, não há posto de saúde, não há escola, é por isso que elas vêm e se submetem às favelas em busca de algo melhor do que tinham. Aí está o X. Em Rio e SP há relativa segurança “alimentar”, de trabalho, de educação, e é por isso que as pessoas vêm e se aglomeram.

    É louvável e correto que os governos paulista e paulistano deem o que possam para eles, mas está errado, está distorcido! Quanto mais der, mais gente virá. Já disse aqui que eu faria o mesmo se estivesse em tal situação. As pessoas estão certas! Quem está errado é o governo federal e os podres e miseráveis governos estaduais e prefeituras de outros estados e cidades. Os governantes desses lugares, eles sim, são o flagelo do país.

  5. Conforme já foi dito aqui, se transformassem a Paulista emm uma “comunidade”, cheia de barracos com lajes e churrasqueiras o dia todo, haveria alguém exigindo TAC ou emitisse normas para normatizar efetivamente o quê?
    O direito das pessoas levarem as famílias para ver enfeites de Natal…Incrível!!!

  6. Dawran, moro perto do Metrô Vila Madalena. É comovente ver as familinhas deixando o carro no estacionamento, todas arrumadinhas, de roupinha nova, indo pegar o metrô pra parar na Paulista.

    Quer dizer, não pode, né?…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s